ENSINA-NOS SENHOR, A DEDICAR TEMPO
SILÊNCIO E ATENÇÃO À ESCUTA DA VOSSA PALAVRA

Banner Site Convites Cerco 2017

Nos caminhos da liderança cristã (primeira parte) | 17 a 23/07/2017

Tema:Nos caminhos da liderança cristã (primeira parte)

Salmo: 127,1-2 (NTLH)
Leitura: At 19,8-10


Ouça o estudo da semana

O mundo laico, com suas empresas de todos os setores da economia, tem investido muito em sua linha de frente e em potenciais pessoas que se despontam e se interessam pelo desenvolvimento de sua empresa e seu sucesso. Tais investimentos estão em alta porque se descobriu que a chave para o sucesso e desenvolvimento de qualquer atividade empresarial, social, política e até religiosa está intimamente relacionada com a qualidade dos seus líderes, sendo o inverso também verdadeiro. Quando vemos uma empresa falir ou perder clientes para a concorrência, via de regra esta perda está também ligada à postura e direcionamento que sua liderança aponta para sua empresa ou grupo que esteja à frente.

No ano passado os bispos do Brasil (CNBB) reunidos em assembleia trabalharam o tema dos leigos (as) na Igreja e entre inúmeros assuntos de grande importância foi levantada a questão da formação de líderes na Igreja. O texto é contundente e merece nossa atenção: “PERSISTE AINDA O AMADORISMO EM RELAÇÃO A PREPARAÇÃO E FORMAÇÃO DE LIDERANÇAS, ISSO GERA GRANDES CONFLITOS, DISCÓRDIAS, DIVISÕES, APEGO AOS CARGOS, SERVILISMO (SUBSERVIÊNCIA), ACÚMULO DE RESPONSABILIDADES” ( Doc 105 CNBB)

Se empresas e em outras agremiações procuram sempre uma melhor qualidade de seus produtos e serviços quanto mais a Igreja deve buscar sempre um aperfeiçoamento, uma busca por uma melhor vivência e conhecimento de nossa fé: “Crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (1Pe 3,18).  Um excelente atendimento, acolhimento e vivência de comunidade, a tal ponto de atrair os de fora: “Louvavam a Deus por tudo e eram estimados por todos e a cada dia o Senhor juntava mais pessoas ao grupo das pessoas que estavam a caminho da salvação” (At 2,47)

A falta de formação em liderança gera os conflitos acima descritos, pois na Igreja, tal qual nas empresas, se trabalha com pessoas, cada qual com sua história, cultura, genialidade e comportamentos diferentes. E o Concilio Vaticano II pensou nisto há cerca de 50 anos e propôs um programa que atenda às necessidades dos leigos e leigas na Igreja. Esta proposta é muito atual, aborda a dimensão espiritual, doutrinal e humana: “FORMAÇÃO INTEGRAL”

  1. Aprender a cumprir a missão de Cristo e da Igreja, vivendo da fé no mistério da criação e redenção, movido pelo Espírito Santo (Formação espiritual);
  2. Sólida instrução na doutrina (Formação doutrinal);
  3. Valores verdadeiramente humanos, em primeiro lugar: a arte de conviver e cooperar como irmãos e a de manter o diálogo (Formação humana–cristã) - (Decreto sobre o Apostolado dos Leigos)

Liderar uma célula é antes de tudo um chamado do Senhor, uma missão. Nosso Senhor chamou primeiramente os 12 e ficou com eles cerca de três anos. Conviveu, doutrinou, fez deste grupo a sua comunidade, enviou o Espírito Santo e assim os fortaleceu para continuar a sua missão. Neste tempo com os seus mais próximos, Jesus os capacitou nas três dimensões descritas acima, com esta formação e a força do Espírito Santo eles saíram a evangelizar o mundo inteiro.

Perguntas:
1) Qual a importância que a formação integral representa para mim e para a minha célula?
2) Tenho consciência de que preciso de uma boa formação, tal qual Jesus tinha e proporcionou aos seus apóstolos?

 


4º Passo= Evangelização

 

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

 

“OS HOMENS ESTÃO EMPENHADOS MIL VEZES MAIS EM ADQUIRIR RIQUEZA
DO QUE FORMAÇÃO ESPIRITUAL, NO ENTANTO, SEGURAMENTE, O QUE SE ´É´
CONTRIBUI MUITO MAIS PARA A NOSSA FELICIDADE DO QUE O QUE SE ´TEM´”
(Shopenhauer)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMILIA, SUA REDE E SUA CÉLULA

A regra de ouro | 10 a 16/07/2017

Tema:A regra de ouro

Salmo: Sl 100 (NTLH)
Leitura:Mt 7,12


Ouça o estudo da semana

O cristianismo é primeira e essencialmente uma proposta de vida. Evidente que esta proposta se desdobra e se faz acontecer através dos Sacramentos, na vivência da Palavra e da vida de comunidade e na paróquia, na evangelização.

Jesus veio nos trazer a Salvação eterna em Deus. Veio com esta missão especifica, mas também veio nos mostrar “como viver esta vida” e mostrou isto a toda a humanidade, que com o pecado perdeu a referência, o sentido da vida, de como viver bem, de como desfrutar de toda a maravilhosa obra da criação e do plano de Deus para cada um de nós.

Olhando Jesus por esta ótica conseguimos ver ainda o propósito de Deus para cada um de nós: “O amor é isto: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi Ele que nos amou e mandou seu filho para que, por meio d´Ele, os nossos pecados fossem perdoados” (1Jo 4,10). E como nos ama, quer ver seus filhos também se amando e “vivendo o amor”, amor este que é muito mais que um sentimento, mas antes um amor consciente e exigente que nos leva a atitudes concretas e práticas que demonstram o que sentimos. O amor de Deus para conosco, nasce primeiramente no mais íntimo de seu ser, toma uma grande proporção a tal ponto de se “encarnar”, tomar forma humana, se mostrar, deixou-se ver em Jesus Cristo.

CRISTO JESUS É A MATERIALIZAÇÃO DO AMOR DE DEUS: “EXPRESSÃO (FISIONOMIA) DA GLÓRIA DE DEUS, IMAGEM DO SEU SER” (Hb 1,3)

Assim também, a nossa fé cristã não poderá restringir-se apenas ao campo da doutrina crida e professada; esta fé necessita ser transformada em um MODO DE VIDA, UM JEITO DE SER. Jesus mesmo pede isto aos seus discípulos quando discutiam entre eles quem era o maior: “Como vocês sabem, os chefes das nações dominam..., exercem poder, entre vocês não deve ser assim...” (Mc 10,41-45). E quando se reuniu com a multidão no sermão da montanha, Ele deu novo sentido à lei mosaica e em muitas outras religiões antigas de não fazer aos outros o que não queremos que façam a nós, Jesus afirma: “FAÇAM AOS OUTROS O QUE QUEREM QUE ELES FAÇAM A VOCÊS, ESTA É A LEI E OS PROFETAS” (Mt 7,12).

Esta prática de fazer aos outros o que queremos que façam a nós é tão significativa e chave mestra para o cristianismo que Jesus a coloca como igual a todas as leis e os profetas, pois esta “REGRA” (se vivida) transforma uma nação. O que assistimos hoje é o egoísmo, a ganância, o ódio, a vingança. Assim, se gostaria de ser respeitado, vou respeitar o outro; de ser elogiado, vou elogiar; de receber um ótimo dia, vou desejar sempre um ótimo dia; de ser ajudado, então vou ajudar primeiro; de ser compreendido, então vou primeiro compreender; se não gostaria que falassem mal de mim, então não falarei mal de outros; e se quero muito ser feliz, vou fazer de tudo para que os que estão mais perto de mim (pelo menos) sejam felizes. Esta “regra” tem dois principais desdobramentos:

1) Ela primeiramente tem um efeito na pessoa que a pratica, pois na medida em que faço aos outros coisas boas, eu saio de meu egoísmo, eu me doo e isto tem um grande efeito psicológico e espiritual em minha vida.

2) A prática do bem, da gentileza, do respeito, da ajuda, do amor ao próximo é uma ferramenta certeira de evangelização, demonstra a quem recebe este tratamento do bem que, quem os está praticando de fato vive sua fé, pois esta fé está saindo da teoria e se transformando em vida vivida!   

Perguntas:
1) Como a prática do bem pode ser instrumento de evangelização?
2) Como a prática do bem pode contribuir para a minha célula?

 


4º Passo= Evangelização

AVISOS:

1) PARABENIZAMOS E AGRADECEMOS A TODOS (AS) MEMBROS DE CÉLULAS QUE PARTICIPARAM DO I CONGRESSO PAROQUIAL CATÓLICOS EM CÉLULAS, BEM COMO A TODOS (AS) QUE TRABALHARARAM. DEUS OS RECOMPENSE!

2) DESDE JÁ OREMOS PELO RETIRO DE LÍDERES “ENVIA-ME”, QUE SERÁ REALIZADO NOS DIAS 15 E 16/07, PELOS QUE IRÃO PARTICIPAR E TRABALHAR.

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

 

“O PRAZER DE FAZER O BEM, É MAIOR DO QUE RECEBÊ-LO”
(Epicuro)

 

“É DURANTE AS FASES DE MAIOR ADVERSIDADE QUE SURGEM AS GRANDES OPORTUNIDADES DE SE FAZER O BEM A SI MESMO E AOS OUTROS”
(Dalai Lama)

 

“A VERDADEIRA BELEZA, AQUELA QUE EU PRETENDO, ESTÁ EM FAZER O BEM EM TROCA DO MAL”
(Mahatma Gandhi)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

Em tudo dai graças | 03 A 09/07/2017

Tema:Em tudo dai graças

Salmo: Sl 138 (NTLH)
Leitura: 1 Tess 5,15-22           


Ouça o estudo da semana

Se percorrermos as livrarias, bancas de jornais, revistarias, inclusive nas publicações especializadas em temas científicos, sites, vamos encontrar uma infinidade de publicações a respeito do poder da gratidão, do agradecimento, do louvor. A prática diária do agradecimento e da gratidão proporciona inúmeros benefícios a pessoa. A neurociência explica que a felicidade está diretamente ligada à gratidão: “Quando a pessoa se sente grata, ela ativa o chamado sistema de recompensa do cérebro, trazendo uma sensação de bem-estar…”

A psicologia elenca alguns benefícios proporcionados pela prática do agradecimento e da gratidão:

1) Agradecer ajuda a reduzir muitas emoções tóxicas como a inveja, ressentimento e a frustração, aumenta de fato a felicidade e ajuda a lidar com a depressão;
2) Quem pratica a gratidão tende a se comportar de maneira mais social;
3) Ser grato ajuda no cuidado com a própria saúde;
4) Agradecer antes de se deitar ajuda a melhorar a qualidade do sono;
5) Agradecer ajuda a aumentar a autoestima;
6) Quem agradece é capaz de reconhecer suas próprias conquistas ao invés de se comparar com quem tem mais dinheiro ou melhor posição social;
7) Reduz o estresse e ajuda a superar traumas.

Nós só temos que agradecer o progresso das ciências humanas com suas pesquisas que comprovam o que a palavra de Deus há milhares de anos já ensinava: O PODER DO LOUVOR, O PODER DO AGRADECIMENTO. “Em tudo dai graças!”.

Entre tantos motivos que temos para agradecer a Deus, está especialmente o precioso dom da vida. Dentre toda a criação está a obra prima de Deus - nós mesmos -, com nossa beleza estética, espiritual e intelectual. Com nossa inteligência somos capazes de perceber toda obra da criação. Deus nos deu esta capacidade cognitiva, de conhecer, separar, discernir, distinguir o que é animal, vegetal, as cores, dar nomes ao que Deus nos deixou, progredir nas descobertas cientificas, saber escolher que caminhos seguir.

O louvor e o agradecimento são atitudes que percorrem toda a história da formação do povo de Deus: “DEPOIS DE TEREM COMIDO ATÉ FICAREM SATISFEITOS, LOUVEM O SENHOR, O SEU DEUS, PELA BOA TERRA QUE DEU A VOCÊS” (Dt 8,10).

Se lá, desde a época de Moisés, o povo já era ensinado a agradecer ao Senhor por tudo o que ele nos fez, mais adiante o salmista não se cansa de exaltar a grandeza de Deus através de sua criação: “TU CRIASTE CADA PARTE DO MEU CORPO; TU ME FORMASTE NA BARRIGA DE MINHA MÃE..., TU VISTE QUANDO MEUS OSSOS ESTAVAM SENDO FEITOS, QUANDO EU ESTAVA SENDO FORMADO NA BARRIGA DA MINHA MÃE, CRESCENDO ALI EM SEGREDO, TU ME VISTE ANTES DE EU TER NASCIDO...” (Sl 139,13-15)

Dar graças ao Senhor gera em nós alegria em viver, desperta forças escondidas, força nas dificuldades, coragem e satisfação para continuar a trabalhar na sua obra.

No último final de semana nossa paróquia teve um motivo muito grande para agradecer a Deus. Realizamos o I Congresso Paroquial Católicos em Células, com o tema “Fortalecendo líderes para o presente e o futuro das células”. Agradecemos a Deus por esta rica oportunidade de crescimento, por todos os que trabalharam e por você que se esforçou para estar neste congresso. Temos certeza de que quem participou saiu deste congresso melhor do que estava. Amém!

Perguntas:
1) Quais os benefícios que o agradecimento pode me trazer?
2) Quais os benefícios que o I Congresso Paroquial Católicos em Células pode trazer para nossas células?

 


4º Passo= Evangelização

AVISOS:

1) Já estão disponíveis na Secretaria Paroquial as fichas de inscrições para Retiro de Líderes, módulos 3 e 4 (Envia-me), que acontecerá nos dias 15 e 16 de julho, no Espaço Vida (Paróquia Espírito Santo), por um investimento de R$ 45.

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

 

“AS PESSOAS FELIZES LEMBRAM O PASSADO COM GRATIDÃO, ALEGRAM-SE
COM O PRESENTE E ENCARAM O FUTURO SEM MEDO! ” (Epicuro)

 

“A GRATIDÃO É O ÚNICO TESOURO DOS HUMILDES”.  (William Shakespeare)

 

 

“DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA”

Perseverantes e constantes | 26/06 a 02/07/2017

Tema:Perseverantes e constantes

Salmo: Sl 1, 1-6 (NTLH)
Leitura: Joa 15,16       


Ouça o estudo da semana

Nosso Senhor Jesus Cristo, sabendo que se aproximava o tempo de seu retorno para junto do Pai, preparava aqueles que Ele mesmo escolheu para continuar a sua obra de Salvação. Nesta conversa, antes de partir e quando se aproximava sua paixão e morte, Ele fala aos seus mais próximos sobre assuntos muito importantes como: a vinda do Espírito Santo e sua obra; a importância de se permanecer n´Ele tal qual um ramo e seu tronco de árvore; os cuidados e perigos no envolvimento com as coisas do mundo; o amor fraterno; a tristeza de sua separação daqueles que o seguem e a alegria do reencontro final onde todos ficaremos juntos. Jesus ora ao Pai pelos seus e implora que todos fiquem unidos como testemunho de que foi o Pai que o enviou (Joa 14-17).

Neste contexto é que Ele diz aos seus: “Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi, para que vão e produzam fruto e o vosso fruto permaneça”.

Que efeito extraordinário aconteceria em nossas vidas se compreendêssemos primeiramente a força, o sentido desta forte verdade. Não fui eu que “resolvi” escolher Jesus, mas Ele que me escolheu e me chamou. Isto tem uma enorme diferença porque Ele te ama, por isto te escolheu. Te chama de amigo porque sabe de toda sua vida e, apesar de conhecê-la, te chama para uma missão, nos chama a produzir frutos duradouros.

Talvez você conheça alguém que tenha iniciado um projeto de vida, um curso, e parou no meio do caminho. Ou, em nosso caso, alguém que tenha iniciado uma caminhada de fé e desistiu. Não seria o caso aqui de avaliarmos os “porquês” desta desistência, mas sim o PRINCÍPIO DA PERSEVERANÇA.

Perseverança, segundo sua etimologia, diz respeito ao ato de se manter firme ao longo de um projeto já iniciado, perante uma determinada atitude ou de opiniões adversas (contrárias) ou ainda se os objetivos pareçam difíceis de se concretizar. Perseverança é uma qualidade daquele que persiste, não desiste diante das dificuldades. Perseverar é manter-se firme e fiel a seus ideais e propósitos.

Perseverar nos caminhos do Senhor por um ano, cinco, vinte que seja, talvez não seja tão difícil. Quando nosso Senhor nos fala em produzirmos frutos que permaneçam, Ele quer nos dizer que eles devem ter vida duradoura e ser CONSTANTES. Constância é a reprodução de um mesmo fato, qualidade do que é continuo, característica de algo ou alguém que permanece por um longo tempo no mesmo estado, forma ou condição.

Assim, quando nos convertemos, quando entramos para uma célula, quando evangelizamos ou discipulamos alguém, devemos procurar trabalhar neste caminho da perseverança, ou seja, permanecermos firmes nestes propósitos não somente por um, dez anos, mas sempre. SERMOS CONSTANTES: uma pessoa constante é uma pessoa é uma pessoa que persevera sempre. Foi isto que Jesus nos pediu sobre o fruto de nossa conversão e trabalho pela sua obra: QUE ESTE FRUTO PERMANEÇA.

“NÃO NOS CANSEMOS DE FAZER O BEM, PORQUE A SEU TEMPO, COLHEREMOS, SE NÃO RELAXARMOS” (Gl 6,9)

Perguntas:
1) O que é perseverar?
2) O que é ser constante?

 


4º Passo= Evangelização

AVISOS:

1) Já estão disponíveis na Secretaria Paroquial as fichas de inscrições para Retiro de Líderes, módulos 3 e 4 (Envia-me), que acontecerá nos dias 15 e 16 de julho, no Espaço Vida (Paróquia Espírito Santo), por um investimento de R$ 45.

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

“PACIÊNCIA E PERSEVERANÇA TEM O EFEITO ´MÁGICO´ DE FAZER
AS DIFICULDADES DESAPARECEREM E OS OBSTÁCULOS SUMIREM”
(John Quincy Adans)

 

“OS GRANDES FEITOS SÃO CONSEGUIDOS NÃO PELA FORÇA, MAS PELA PERSEVERANÇA”
(Samuel Johnson)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMILIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

O precioso tempo | O precioso tempo

Tema:O precioso tempo

Salmo: 27,13-14 (NTLH)
Leitura: Ecle 3,1-8       


Ouça o estudo da semana

Tempo é dinheiro! O tempo passa, o tempo voa! Será verdade?! Não, não é verdade! Tempo não é dinheiro. Esta frase foi inventada pelo mercado de consumo, com uma visão capitalista de se pensar o tempo apenas como fonte de se ganhar dinheiro. Também o tempo não voa, nós é que vivemos nesta correria do dia a dia sem aproveitar e administrar bem o tempo que Deus nos deu. O tempo não “voa”, ele segue normalmente seu curso estabelecido pelo Criador com seus dias e horas, como nos fala Santo Agostinho e que o nosso catecismo assumiu: “Não existe nada que não leva sua existência a Deus criador. O mundo começou quando foi tirado do nada pela palavra de Deus, todos os seres existentes, toda a natureza, toda a história humana tem suas raízes neste acontecimento primordial: É a própria gênese (origem) pela qual o mundo foi constituído e o tempo começou” (C.I.C- 338)    

O tempo pertence a Deus, que tudo criou. Ele estabeleceu a ordem cósmica e temporal: “Haja luz! Houve tarde e manhã, e Deus viu que tudo era bom! ” (Gn 1-2).

O autor do livro do Eclesiastes procura retratar a fugacidade do tempo e as coisas passageiras. E chama tudo isto de vaidades e tal como Jó busca o sentido de sua vida em Deus para superar as vaidades de nossa vida!

O tempo é sagrado e cabe a nós aproveitá-lo bem durante a nossa vida terrena. O maior agradecimento que poderíamos oferecer a Deus é aproveitarmos bem e com sabedoria este tempo que Ele nos deu, vivendo nossa vida de acordo com seus propósitos.

Se bem pensarmos, passamos grande parte de nosso tempo a serviço de nós mesmos e de nossa sobrevivência, seja trabalhando, estudando, nos divertindo, com nossas famílias e amigos, reservando tempo para o nosso merecido descanso. Somente depois vamos ver o que “sobrou” deste tempo para nos dedicarmos a causa de Deus (salvo aqueles que são ministeriados para isto).

Uma vez que temos dificuldades de usar o tempo para “trabalharmos” para Deus, a sabedoria está em “santificar” o tempo onde estivermos ou procurarmos viver de acordo com o Senhor nosso Deus e Sua Palavra o tempo em que estivermos:

  1. Na família: aqui está o lugar onde passamos grande parte de nosso tempo, nosso primeiro chamado e lugar onde devemos melhor santificar e viver melhor o nosso tempo. Aqui está a célula primeira, mãe e base de toda a sociedade. Se aqui bem vivermos a palavra de Deus, muitos males se evitarão na humanidade;
  2. Mundo do trabalho: onde vivemos a maior de nosso tempo. Podemos santificar o trabalho realizando nossas tarefas consagrando-as a Deus, agradecendo a Ele esta oportunidade de exercer as aptidões profissionais, de tirar deste trabalho o digno sustento de nossa família. Este ambiente ainda é um lugar fértil de testemunharmos a Salvação no Senhor. Um tipo de trabalho pouco valorizado e onde se pode louvar o Senhor enquanto se trabalha é o trabalho da dona de casa. Ali em usa própria casa, se aproveita muito bem o tempo dado por Deus.
  3. Estudo: em uma sociedade cada dia mais exigente, não há possibilidade de não estudarmos. Este ambiente tem se mostrado um desafio para a evangelização, onde aflora o dinamismo da juventude e sua potencialidade, outro terreno fértil e carente da palavra de Deus. Desafio para nossos jovens, um grande chamado à evangelização.
  4. Descanso e lazer: o próprio Deus descansou após a criação. Mesmo no trabalho de evangelização, é preciso descansar, Jesus nos ensinou isto: “Vinde a um lugar a parte e descansai” (Mc 6,31)

Em todo o uso de nosso tempo, devemos consagrá-lo ao Senhor e se não temos o tempo necessário para evangelizar em tempo integral, podemos compensar “santificando” o ambiente onde gastamos nosso tempo e testemunhando o Senhor e suas obras.

Perguntas:
1) Como posso usar melhor meu tempo para Deus?
2) Como testemunhar Deus em meu trabalho e em outros ambientes que frequento? 

 


4º Passo= Evangelização

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

“NÃO VÊS QUE SOMOS VIAJANTES? E TU ME PERGUNTAS QUE É VIAJAR?
EU RESPONDO COM UMA ÚNICA PALAVRA: É AVANÇAR!
EXPERIMENTAIS ISTO EM TI, QUE NUNCA TE SATISFAÇAS COM AQUILO QUE ÉS,
PARA QUE SEJAS UM DIA AQUILO QUE AINDA NÃO ÉS
AVANÇA SEMPRE! NÃO FIQUES PARADO NO MEIO DO CAMINHO! ” (Santo Agostinho)

 

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMÍLIA, SUA REDE E SUA CÉLULA

Pagina 1 de 30

Cada casa, uma célula que cresce e se multiplica; cada membro, um discípulo e missionário de Jesus Cristo.

Missas

2ª feira: 7h (Celebração) e 18h
3ª feira: 7h e 19h30
4ª feira: 7h e 19h30 (Setor)
5ª feira: 7h, 12h15 e 19h30
6ª feira: 7h e 15h
Sábado: 19h (Igreja e CP4)
Domingo: 7h30 e 17h30 (outras
missas no Cerco) 

Programação válida de 17/07 a 23/07

Confissões

3ª feira: 17h30
4ª feira: 9h30
5ª feira: 9h30
6ª feira: 9h30
Sábado: 10h

Chegar com 40 minutos de antecedência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(12) 3931-2959

Avenida Cassiopéia, 461
Jardim Satélite, São José dos Campos/SP
12230-011

 

Regiao Pastoral V Banner site