ENSINA-NOS SENHOR, A DEDICAR TEMPO
SILÊNCIO E ATENÇÃO À ESCUTA DA VOSSA PALAVRA

Nos caminhos da liderança IV: “Liderança servidora” | 07 a 13/08/2017

Tema:Nos caminhos da liderança IV: “Liderança servidora”

Salmo: 100 (NTLH)
Leitura: Joa 13,1-17


Ouça o estudo da semana

Nos caminhos da liderança, encontramos inúmeros líderes exemplares que impactaram o mundo. Uns se destacaram pela luta contra o racismo, outros pela libertação de um país, outros tantos por causas humanitárias como a fome, a erradicação do analfabetismo, entre tantas outras grandes e justas causas. Mas nenhum líder jamais causou tanto impacto na humanidade como Jesus de Nazaré. Lá de uma aldeia que não representava quase que nada, conhecida até por sua má fama (“Pode vir alguma coisa boa de Nazaré?” – Joa 1,46), nasce Aquele que salvou a humanidade da escravidão do pecado. Sua causa não foi uma específica como tantos outros líderes. Sua causa foi toda a humanidade. Transcendendo a vida terrena e suas necessidades. Ele veio salvar as nossas almas.

A maneira que Ele escolheu para levar adiante sua missão foi “servindo”. Veio para isto e fez questão de deixar isto muito bem claro: “Eu não vim para ser servido, mas para servir” (Mt 20,28).

A imagem que melhor retrata esta característica de nosso Senhor em seu ministério é a passagem de quando Ele lava os pés de seus discípulos. Era um gesto comum daquela época, mas entre os servos e empregados dos patrões que ao chegar do trabalho já estavam prontos para servir seus senhores. Jesus faz o inverso, Ele sendo o Senhor da vida, sai de sua condição de filho de Deus e se “rebaixa”, “dobra-se” diante de seus liderados e se “humilha” para mostrar sua grandeza no serviço.

O apóstolo Paulo descreve esta condição a que Cristo se submeteu: “Ele tinha a natureza de Deus, mas não tentou ficar igual a Deus, pelo contrário, Ele abriu mão de tudo o que era seu e tomou a natureza de servo...” (Fl 2,1-11). E foi esta forma de viver e de se comportar que fez com que seu ministério, nome e proposta de vida se espalhasse por todo o mundo e se mantenha até nossos dias. Assim ele conquistou o mundo inteiro   

O gesto de Jesus de lavar os pés de seus discípulos quer comunicar um ensinamento que está acima do gesto visível em si mesmo: “aquele que lidera, que tem uma posição de frente, de comando, de direção, deve estar a serviço dos seus liderados”. Jesus deixa ao final de seu gesto uma pergunta de certa forma lógica e ao mesmo tempo muito profunda que os convida a uma reflexão e em seguida mais um grande ensinamento: “vocês compreenderam o que eu fiz?”. E o grande ensinamento: “SE COMPREENDERDES ESTAS COISAS SEREIS FELIZES, NA CONDIÇÃO DE AS PRATICARDES”. Que coisas são estas que, se praticarmos, seremos felizes? A cena do lava-pés nos revela que são: submissão, obediência, despojamento, humildade, servir ao outro. De fato, o sair de si, o servir tem demonstrado até cientificamente que:

- Quebra nosso egoísmo;
- Nos faz mais altruístas (colocar os interesses dos outros acima dos nossos);
- Quem serve com amor, atrai a simpatia das pessoas;
- O desapego e desprendimento faz bem até para nossa saúde.

O convite de nosso Senhor ao dom de servir não está reservado somente àqueles que ocupam posições de lideranças como o líder de célula, supervisor (a), coordenador (a). Mas é oferecido a TODOS (AS) que queiram se aproximar mais da forma de viver de nosso Senhor. Além do que:

- Servir é uma cura (do egoísmo) para quem faz uso desta prática;
- Servir é uma forma sublime de evangelizar (as pessoas são mais atraídas por gestos cristãos do que por palavras).

Perguntas:
1) O que Jesus quis nos ensinar lavando os pés de seus discípulos?
2) Quais os benefícios que existem em servir ao próximo?

 


4º Passo= Evangelização

AVISOS:

1)Na próxima semana não teremos roteiro semanal. Todas as redes estão convocadas a participarem da Semana da Família na paróquia.

5º Passo= Entrega (Oração) | 10 minutos

  1. Orar uns pelos outros (após breve partilha);
  2. Orar pelas células, áreas e redes, líderes, supervisores e coordenadores;
  3. Orar por todas as pastorais e movimentos;
  4. Pelos encontros de formação de líderes;
  5. Orar pelo padre Luis Fernando, para que tenha sabedoria, discernimento e revelação para o pastoreio da visão celular e da paróquia;
  6. Orar pelo vigário, diáconos, por toda a liderança paroquial e funcionários;
  7. Por todo trabalho de células;
  8. Orar pelas células que ainda não se multiplicaram este ano;
  9. Orar pelos aniversariantes do mês;
  10. Orar pela nossa escola de formação permanente (ECEFP)
  11. Orar pelo nosso Bispo Dom Cesar.

 

“ALEXANDRE, CÉSAR, CARLOS MAGNO E EU FUNDAMOS IMPÉRIOS,
MAS EM QUE BASEAMOS NOSSAS CRIAÇÕES GENIAIS? NA FORÇA!
JESUS CRISTO FUNDOU SEU IMPÉRIO BASEADO NO AMOR
E ATÉ HOJE MILHÕES DE PESSOAS MORRERIAM POR ELE”
(Napoleão Bonaparte, general francês)

“A LIDERANÇA SERVIDORA DESCREVE QUE ESTA ATIVIDADE CONSISTE EM
DETERMINAR UM PROPÓSITO MAIOR, ALGO QUE SEJA REALMENTE IMPORTANTE.
ASSIM O LÍDER VEM A SER CHAMADO SERVIDOR POR PERCEBER SEUS LIDERADOS COMO FONTE
PRIORITÁRIA PARA CONSEGUIR ALGO GRANDIOSO QUE SERÁ COMPARTILHADO POR TODOS.
SUA REAL META CONSISTIRÁ EM PRIORIZAR AS PESSOAS...
(Robert Greenleat)

 

DEUS ABENÇOE SUA VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, SUA SEMANA, SUA FAMILIA, SUA REDE E SUA CÉLULA.

 

 

Cada casa, uma célula que cresce e se multiplica; cada membro, um discípulo e missionário de Jesus Cristo.

Missas

2ª feira: 7h (Celebração)
3ª feira: 7h e 19h30
4ª feira: 7h 
5ª feira: 7h,12h15 e 19h30
6ª feira: 7h,15h e 19h30
Sábado: 19h (Igreja) e
19h (CP4)
Domingo: 7h30,10h,12h,17h30 e
19h30

Programação válida de 04/12 a 10/12

Confissões

3ª feira: 17h30
4ª feira: 9h30
5ª feira: 9h30
6ª feira: 9h30
Sábado: 10h 

Chegar com 40 minutos de antecedência

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(12) 3931-2959

Avenida Cassiopéia, 461
Jardim Satélite, São José dos Campos/SP
12230-011

 

Regiao Pastoral V Banner site